quinta-feira, 24 de junho de 2010

Brave New World

Recentemente vivi um fato que pode parecer corriqueiro para as novíssimas gerações, mas me deu o que pensar. Graças a um aviso do @BlogFlight666 no Twitter, fiquei sabendo que havia uma transmissão em streaming, ao vivo, do primeiro show da nova tour do Iron Maiden, com direito a "El Dorado" (novo single da banda) e tudo.

E eis que estávamos ali, eu e meu marido, em nossa casa, numa quarta-feira à noite, já de pijamas, chinelos e tudo, assistindo em tempo real ao lançamento da tour de uma de nossas bandas preferidas, o qual era transmitido de um estádio, em Dallas (EUA), por um hondurenho via iPhone. Avisei os amigos, os parceiros de banda e ficamos todos assistindo juntos - cada um em sua casa - e comentando o show não só entre nós, mas com as pessoas desconhecidas (de vários lugares do mundo) que também acompanhavam o show no site que disponibilizou o streaming.

Claro que a transmissão não era 100% perfeita, nem tinha como... Às vezes caía o sinal, às vezes o áudio prosseguia e a imagem congelava, às vezes havia um "lag"... Mas estávamos vivendo aquele momento junto com as pessoas que estavam no estádio, e mais do que isso, com pessoas no mundo inteiro.

E eu fiquei pensando, que admirável mundo novo esse em que vivemos! Talvez para a galera de 15, 16 anos, isso seja a coisa mais normal do mundo, mas para mim é uma maravilha moderna, que eu não poderia imaginar que fosse possível (ou comum) há 5 ou 6 anos atrás. Acho que nunca o conceito de "aldeia global" que os professores martelavam na faculdade de Comunicação Social, há 20 anos atrás, fez tanto sentido para mim como naquele dia.

A propósito, aí vai o setlist do show:

01 - THE WICKER MAN
02 - GHOST OF THE NAVIGATOR
03 - BRIGHTER THAN A THOUSAND SUNS
04 - EL DORADO
05 - PASCHENDALE
06 - THE REINCARNATION OF BENJAMIN BREGG
07 - THESE COLOURS DON'T RUN
08 - BLOOD BROTHERS
09 - WILDEST DREAMS
10 - NO MORE LIES
11 - BRAVE NEW WORLD
12 - FEAR OF THE DARK
13 - IRON MAIDEN
14 - THE NUMBER OF THE BEAST
15 - HALLOWED BE THY NAME
16 - RUNNING FREE

***

JABÁ 1: A OCEAN SOUL, minha querida banda, se apresenta no Metal Tocco, neste sábado, com mais 5 bandas. O evento começa às 18h, na Lona Cultural de Campo Grande (RJ). Amanhã posto mais detalhes.

***

JABÁ 2: Meus queridos amigos da HATEFULMURDER acabaram de lançar sua demo "When The Slaughtering Begins", disponível para download gratuito no Myspace da banda (clicar no link do nome). Thrash/Death Metal de qualidade!

terça-feira, 6 de abril de 2010

Enchente 2010 - Eu Fui!

Desta vez, EU ESTAVA LÁ!! Meninos, eu vi (e vivi) o caos instalado na cidade, bem no horário em que a maioria das pessoas está voltando do trabalho. Saí do meu local de trabalho às 18:27h, precisamente. Já chovia razoavelmente, e não consegui descer a rua que me levaria ao ponto onde pego ônibus diariamente, pois já se encontrava alagada. Vários colegas de trabalho estavam ali também, ilhados embaixo de uma marquise, e me aconselharam a nem tentar seguir em frente, pois um rapaz o fez e acabou metendo o pé num bueiro aberto e quase afundou.

Então depois de esperar um tempo, tive a brilhante (ou não) idéia de voltar para a frente do trabalho e pegar o mesmo ônibus (linha 238 - Viação Verdun) no sentido oposto, ir com ele até o ponto final, que não era muito longe, e voltar com ele para casa. Dito e feito, consegui pegá-lo às 19h, e então segui até o ponto final, no Mergulhão da Praça XV. Foi relativamente rápido, pois naquela direção o trânsito estava livre. Saímos rapidamente do ponto final, fazendo o trajeto de volta, e aí começou a minha odisséia, que só terminaria às 8:30h da manhã de hoje.

Para começar, o caminho estava todo alagado. Tudo parado. Muito, mas muito devagar mesmo, fomos avançando, e as horas também. Carros enguiçados, pessoas com água na altura das canelas, a cidade em colapso. Mas como se nada disso fosse suficiente, o motorista do ônibus parecia fazer corpo mole. Os outros ônibus, à nossa volta, conseguiam ir andando aos pouquinhos, mas o nosso, não. E o motorista deixou vários passarem à frente, o que eu realmente não estava entendendo. Fora as inúmeras vezes em que ele parava o ônibus, abria a porta e saía, para bater papo na rua. O trânsito começava a se mover e nós continuávamos parados por não ter quem dirigisse.

E não era só isso: piadas e deboche o tempo todo, ele cantava musiquinhas e ridicularizava a situação das pessoas no ônibus. Gritava "tem alguém com sono ae? Pode dormir e sonhar que não vamos sair daqui tão cedo"... E soltou a primeira "pérola": quando alguém resmungou que ia chegar muito tarde em casa e teria que trabalhar cedo no dia seguinte, ele disse "Eu não tô nem aí! Amanhã só pego no trabalho às 14h mesmo, por mim nós podemos ir devagar". Enquanto isso, a fome, a sede e a dor nas costas aumentavam, já estávamos dentro do ônibus há quase 4h. O ônibus continuou se arrastando, ruas inundadas, destruição à nossa volta, e eu tentava manter contato com o mundo pelo celular: telefonemas para Marido e Pai nervosíssimos, Twitter, rádio BandNews. As notícias só pioravam, Marido também preso no trânsito desde as 17:30h, Pai dizia que o Rio Maracanã transbordou, amigos também impedidos de chegar em casa. Depois de algum tempo, ao menos um alívio: Marido chegou em casa são e salvo!

E muito devagar mesmo chegamos ao pior de todos os lugares, onde ficamos presos pela maior parte do tempo: o Estácio. Já passava de meia-noite, na verdade, já eram quase 2h da manhã, o que impossibilitava que saíssemos do ônibus e pegássemos o metrô. E ali é absurdamente deserto nas calçadas, sem contar que estávamos em frente à descida do Morro de São Carlos. Sair andando, então, estava fora de questão. A bateria do meu celular começava a cair muito e parei de ouvir notícias pelo rádio e de acessar o Twitter, para economizar. Até mesmo os telefonemas de Marido e Pai tiveram de diminuir, para que eu não acabasse incomunicável de vez.

Vários ônibus, de várias linhas, e alguns carros também, começaram a sair pela contramão, para se livrar do congestionamento, conseguindo avançar bastante. Mas o nosso ônibus não andava. Começamos a pedir para o motorista piadista para fazer o mesmo, uma senhora chegou a IMPLORAR, e ele sequer respondia, continuamos imóveis. Depois de um longo tempo, já eram quase 5h da manhã e ele disse "Eu vi que os 'colega' estão fazendo isso, mas eu prefiro ficar aqui... Tranquilo... Sem stress... Eu não tô com nenhuma pressa!" E quanto aos passageiros com fome, sede, dores e vontade de ir ao banheiro? Será que eles estavam?

E teve pior! Ele emendou: "Pra mim tá sendo bom, pois eu estava devendo 7 horas à empresa e agora tô aproveitando para pagar".

A viagem prosseguiu, vimos o dia clarear em meio a outra inundação. Alguns saltaram e tentaram pegar o metrô, não sei se tiveram sucesso, mas eu não tive essa coragem. Ao chegarmos - muito depois - à Praça Afonso Pena, a imagem total do CAOS: água na altura das portas dos carros, o próprio ônibus passando com dificuldade. A foto que acompanha esse texto foi tirada por mim, com o celular, quando passamos por ali.

Achei que finalmente a odisséia acabaria, pois começamos a andar direito, e que eu chegaria à casa do meu Pai, finalmente. Não... O motorista resolveu mudar o trajeto, nos jogando em um outro engarrafamento de ônibus. Depois de mais uns 40 minutos parados ali, perguntei se ele ia passar pela Av. Maracanã, que era onde eu queria ficar. Ele disse, grosseiramente, que "se desse ele passava". Mas eu já havia falado com meu Pai e sabia que a mesma já não estava mais alagada, no trajeto do ônibus.

Depois de mais alguns minutos, ele virou pra trás e berrou: "Quem quiser ir para a Maracanã, desce agora e vai andando, se vira, porque eu não vou pra lá." Mesmo a Av. Maracanã fazendo parte do trajeto regular dessa linha. Sem alternativa, desci - COM ALGUNS PASSAGEIROS RINDO DE MIM!! - e fui tentar a sorte. As ruas estavam cheias, dava pra passar de carro (e de ônibus), mas não à pé. Tentando sair dali, acabei me perdendo e por "milagre" ou algo assim encontrei com um grande amigo da família, na porta do prédio dele (que eu nem sabia que era ali). Subi para o apartamento dele e da esposa, onde liguei para meu pai me buscar. E enfim, depois de 14 HORAS, consegui chegar em casa.

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Invasão do Metal Carioca no Espírito Santo!!

O festival open air ROCK IN RANCH CAMPING, que se realizará no Rancho São José, na cidade de Nova Almeida (ES), contará com nada menos que 8 bandas de Heavy Metal do Rio de Janeiro. No segundo dia do evento (03/04), data reservada para todas as vertentes do Metal, se apresentarão as bandas cariocas HEADCRUSHER, STEELFIST, ÁGONA, OCEAN SOUL, HATEFULMURDER, AINUR, DEATH MOUNTAIN e AMNESIA, prometendo não deixar os bangers capixabas parados nem por um minuto. Também farão parte do evento as bandas FINAL JUDGEMENT, SHOTGUN CORPORATION e TUNES OF GREY, do Espírito Santo, e também os mineiros do ATHEISTC e do SILENT CRY, o nome principal do dia.

O ROCK IN RANCH acontece nos dias 02 e 03 de abril, sendo que o primeiro dia será dedicado a outros estilos de Rock and Roll, do Pop ao Punk. Haverá uma área disponível para camping, uma tenda gótica com bandas e discotecagem e o público presente concorrerá a tatuagens e piercings, que serão sorteados. Os ingressos já estão à venda nos seguintes postos:

Multi Eletro Audio Video(Laranjeiras)3318-8585
Dark Angel Tattoo(Bairro De Fatima)3337-0842
Teachers Pub(Praia Do Canto)9989-5664
Orbita Rock(Gloria)3219-4963

*****

É, depois de tantos anos nessa indústria vital, finalmente a Ocean Soul se apresentará fora do Rio de Janeiro. A expectativa é grande, meio que realizando um sonho antigo de estar "on the road"... Sem contar com a parte divertida, que será viajarmos acompanhados de mais 6 bandas, todos no mesmo ônibus, literalmente uma "metal trip"! Espero ter muitas histórias (boas) para contar aqui... É de momentos memoráveis como esse que a vida é feita!

*****

Da série "antes tarde do que nunca": PARABÉNS à banda WARFX pela conquista da Seletiva Carioca do W:O:A Metal Battle! Agora serão nossos representantes na semifinal, boa sorte galera! O underground do Rio de Janeiro torce por vocês!

sexta-feira, 19 de março de 2010

W:O:A Metal Battle - Seletiva do Rio de Janeiro

E o Rio de Janeiro mais uma vez mostra que faz Heavy Metal de qualidade, na seletiva 2010 para o Metal Battle. 5 excelentes bandas selecionadas entre mais de 300 inscritas, o que prova que EXISTE uma cena realmente prolífica por aqui e que deveria ser melhor aproveitada/explorada. Desejo boa sorte a todas as bandas classificadas e que a vencedora brilhe na semifinal e depois na final nacional, para mostrar ao Brasil que aqui não tem só funk e pagode.

Roadie Crew, Rio Metal Works e FullMetal apresentam:

W:O:A METAL BATTLE 2010 - Seletiva Rio de Janeiro
Cinco bandas disputando uma vaga para o WACKEN OPEN AIR na Alemanha:

WARFX
BERKAIAL
DANCING FLAME
LACERATED and CARBONIZED
UNLIVER

SHOW ESPECIAL DE ENCERRAMENTO com a banda DARK TOWER, a grande vencedora da SELETIVA 2009.

***DOSE TRIPLA DE CERVEJA E ICE***
Data: 21 de Março (Domingo)
Abertura dos Portões: 15h

Local:SÉCULO XXI
Rua Lucília, 40 - Campo Grande (Próx. ao Hotelon e ao Terminal Rodoviário de Campo Grande)

Ingressos:
R$ 8,00 - Antecipado
R$ 10,00 - Com Flyer
R$ 12,00 - Na Hora

Postos de vendas:
Outside Cds - Méier
Alley Rock Wear - Madureira
Scheherazade - Tijuca
Underground Rock Wear - Bangu
Requiem Rock Store - Campo Grande
Thrash Zone - Campo Grande
Skate Rock - Caxias
Tom Tatoo Body Clinic - Santa Cruz
Hard N' Heavy - Flamengo

Mais informações nas comunidades
Rio Metal Works e FullMetal

Apoio:
FSOM
CHROMA SYSTEMS

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

DEATH MOUNTAIN no CALABOUÇO!

Agora que passou o Carnaval, o ano de 2010 finalmente começou! E eu prometo passar a postar com mais frequência, pois realmente adoro escrever sobre Rock, Metal, nerdices e coisas afins, e aqui é o lugar para isso!

Para começar bem a edição 2010 do MAIDENS IN METAL, vou fazer um jabazinho básico para a banda do maridão! No próximo domingo, 21/02/10, tem show da DEATH MOUNTAIN, juntamente com a WARFX (comemorando o aniversário do nosso grande amigo Hugo Navia) e com a PRIEST OF DEATH, no Calabouço Heavy & Rock Bar, no evento HEADBANGER'S VOICE.

O endereço é Rua Felipe Camarão, 130 (próximo à Praça Varnhagem) - Tijuca, e o ingresso custa só R$8,00 até às 18h, depois disso passa a custar R$12,00. E o Metal começa a rolar às 17h! É isso aí, FELIZ 2010 para todos, agora pra valer!